Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ajuda SAPO

Suporte a Clientes Portal SAPO

Ajuda SAPO

Suporte a Clientes Portal SAPO

Quero colocar um anúncio. Como o posso fazer?

Para utilizar o serviço de classificados do Casa Sapo, é necessário efetuar um pagamento.

Para criar o anúncio, preencha todos os campos assinalados como preenchimento obrigatório (relativos à descrição do imóvel). Pode adicionar até 20 fotografias (imóvel e/ou planta).

O anúncio inserido só é disponibilizado on-line após a validação do pagamento e avaliação do conteúdo do anúncio.

 

 

Como encontro a informação que procuro?

Na Casa SAPO, disponibilizamos as ofertas por segmento, para mais fácil acesso e comodidade do utilizador. Para iniciar, no mapa, clique no distrito que pretende. As pesquisas podem ser definidas por:

- Natureza do Imóvel;
- Localização (Distrito, Concelho, Freguesia e Zona);
- Tipologia; Intervalo de Preço;
- Área; Estado;
- Tipo de Negócio.

Depois de definir os termos da pesquisa, temos à sua disposição: casas para venda, aluguer e férias; negócios (Ex.: cafés; padarias; spas, etc.); imóveis da banca (leilão); quartos (aluguer) e remodelação (ideias para remodelar a sua casa por parte da architectyourhome).

 

 

 

Condições de utilização - Casa SAPO

1. CONDIÇÕES GERAIS E SUA ACEITAÇÃO

As presentes condições gerais, de ora em diante designadas por "Condições Gerais", regulam a utilização do serviço de Internet http://casa.sapo.pt, de ora em diante "Portal", que a Janela Digital – Informática e Telecomunicações, SA de ora em diante, "Janela Digital", coloca à disposição dos utilizadores da Internet.

A utilização do Portal confere a quem o faça a condição de utilizador do Portal, de ora em diante "Utilizador", e expressa a aceitação plena e sem reservas pelo Utilizador, no momento em que acede ao Portal, de todas e cada uma das Condições Gerais publicadas pela Janela Digital.

A utilização de certos serviços oferecidos aos Utilizadores através do Portal, de ora em diante "Serviços", encontra-se sujeita a condições particulares próprias, as quais, podendo ser acedidas através de cada um dos serviços, substituem, completam e/ou modificam as presentes Condições Gerais. Antes de utilizar os supra referidos serviços, deverá o Utilizador ler e concordar com as correspondentes condições particulares de utilização.


2. OBJECTO

Através do Portal, a Janela Digital proporciona aos Utilizadores o acesso e a utilização de diversos serviços e conteúdos, sendo estes colocados à disposição dos Utilizadores pela Janela Digital ou por terceiros utilizadores do Portal e/ou terceiros fornecedores de serviços e/ou conteúdos.

A Janela Digital reserva-se o direito de modificar unilateralmente, em qualquer momento e sem aviso prévio, a apresentação e configuração do Portal, assim como os Serviços e as condições requeridas para a sua utilização. A Janela Digital notificará o Utilizador de qualquer alteração a que haja lugar, usando para o efeito qualquer zona pública do Portal.


3. CONDIÇÕES DE ACESSO AOS SERVIÇOS

3.1. Acesso aos serviços

A prestação do serviço do Portal pela Janela Digital tem carácter gratuito para os Utilizadores, não exigindo o prévio registo do Utilizador.

3.2. Registo do utilizador

A Janela Digital reserva alguns Serviços oferecidos através do Portal aos utilizadores registados, mediante o preenchimento de um formulário, o qual funciona como identificação do Utilizador.

Ao criar uma conta na área pessoal do Casa Sapo, o utilizador autoriza expressamente a Janela Digital e os seus parceiros a enviar informação sobre notícias, produtos e serviços que possam ser do seu interesse, utilizando ainda os seus dados pessoais para efeitos de marketing directo e publicidade, mediante a utilização de correio electrónico, contacto telefónicos ou serviço de mensagens escritas.

A Janela Digital garante que todos os utilizadores têm o direito de acesso, rectificação, cancelamento e oposição dos seus dados. Caso deseje, a qualquer momento, deixar de fazer parte da nossa base de dados poderá exercer este direito através do cancelamento da subscrição.


4. CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

4.1. Obrigação de fazer um uso correcto do Portal e dos Serviços

O Utilizador compromete-se a utilizar o Portal e os Serviços em conformidade com a lei, com as presentes Condições Gerais e com os princípios morais e bons costumes geralmente aceites.

O Utilizador obriga-se designadamente a abster-se de utilizar o Portal e os Serviços com fins ou efeitos ilícitos, contrários ao estabelecido nas presentes Condições Gerais, lesivos dos direitos e interesses de terceiros ou que de qualquer forma possam danificar, inutilizar, sobrecarregar ou deteriorar o Portal ou os Serviços ou impedir a normal utilização do Portal e dos Serviços por parte dos Utilizadores.

4.2. Meios de obtenção de Conteúdos

O Utilizador deverá abster-se de obter e de tentar obter informações, mensagens, gráficos, desenhos, arquivos de som e/ou imagem, fotografias, gravações, software e, em geral, qualquer tipo de material acessível através do Portal ou dos Serviços, empregando para o efeito meios ou procedimentos distintos daqueles que tenham sido postos à sua disposição pela Janela Digital para este efeito ou tenham sido indicados nas páginas web onde se encontram os Conteúdos ou, em geral, dos que se empreguem habitualmente na Internet para este efeito (sempre que não impliquem um risco de dano ou inutilização do Portal, Serviços e/ou dos Conteúdos).

4.3. Uso correcto dos Conteúdos

O Utilizador obriga-se a usar os Conteúdos de forma diligente, correcta e lícita comprometendo-se, designadamente, a abster-se de:

1) Realizar ou tentar realizar actividades ilegais que atentem contra os direitos da Janela Digital, dos Utilizadores do Portal Casa.Sapo, dos restantes utilizadores da Internet ou de quaisquer terceiros não discriminados anteriormente;

2) Praticar actos continuados e persistentes de provocação dirigidos a terceiros, tendo sido solicitada a sua interrupção, pelos alvos dos actos ou pela Janela Digital;

3) Usar ou tentar usar outra identidade que não a própria, personificar ou tentar personificar alguém ou alguma entidade incluindo, designadamente, um responsável da Janela Digital, guiar ou receber terceiros como se se tratasse de um anfitrião ou falsamente testemunhar parentescos ou ligações com terceiros;

4) Disponibilizar, transmitir, enviar, produzir ou reproduzir qualquer conteúdo que não tenha o direito de utilizar (incluindo, sem exclusão de quaisquer outros, informação confidencial obtida em função do seu cargo ou posto de trabalho);

5) Disponibilizar, transmitir, enviar, produzir ou reproduzir quaisquer conteúdos que infrinjam qualquer registo de patente, marca, segredo industrial, ou qualquer tipo de direito autoral de qualquer pessoa, entidade ou instituição;

6) Disponibilizar, transmitir, enviar, produzir ou reproduzir quaisquer conteúdos não solicitados incluindo, sem exclusão de quaisquer outros, material promocional, "junk mail", "spamming", "chain letters", "pyramid schemes";

7) Disponibilizar, transmitir, enviar, produzir ou reproduzir, propositada ou acidentalmente qualquer material que contenha vírus de software ou qualquer outro código informático, ficheiros ou programas cujo objectivo, mesmo não atingido, seja o de interromper, destruir ou limitar a funcionalidade de qualquer computador ou sistema informático (hardware ou software) ou equipamento de telecomunicações;

8) Recolher, armazenar, disponibilizar, transmitir, enviar, produzir ou reproduzir sob qualquer formato, informações pessoais de terceiros;

9) Promover, fornecer, disponibilizar, transmitir, enviar, produzir ou reproduzir material instrutivo sobre actividades ilegais; Isto inclui, sem exclusão de quaisquer outros, disponibilização de informação sobre construção de bombas, granadas e fabrico de disquetes bomba;

10) Promover qualquer agressão, incluindo, sem excluir quaisquer outras, a agressão física e emocional sobre qualquer grupo ou indivíduo, ou qualquer acto de crueldade sobre animais.

11) Publicar anúncios de imóveis cujas fotografias infrinjam quaisquer direitos de privacidade, publicidade ou de marcas, nomeadamente contendo logótipos identificativos de empresas, marcas ou serviços que sejam ou não da titularidade do Cliente;

12) Publicar anúncios de imóveis em que o espaço destinado à publicação de fotografias, plantas, desenhos ou vídeos dos respectivos imóveis, seja ocupado por quaisquer mensagens publicitárias e/ou logótipos, marcas e serviços ou alterações gráficas a fotografias;

As actividades supra descritas são absoluta e completamente interditas ao Utilizador e constituem motivo para imediata suspensão ou cessação, parcial ou definitiva, temporária ou permanente, da utilização do Portal, bem como, nos casos em que se aplicar, para eliminação de quaisquer registos ou ficheiros correspondentes ao respectivo Utilizador, sem qualquer aviso prévio e com efeito imediato.

4.4. Links

Os Utilizadores e, em geral, as pessoas que se proponham a estabelecer um link que permita o acesso às páginas web do Portal e aos respectivos Serviços a partir da sua página web, de ora em diante "Link", deverão cumprir as seguintes condições:

1) o Link permitirá unicamente o acesso às páginas web do Portal mas não as poderá reproduzir por qualquer forma;

2) apenas se permitirão Links para a home-page do Portal ou dos Serviços;

3) não se criará um browser nem um border environment sobre as páginas web do Portal;

4) não se produzirão manifestações ou informações falsas, inexactas ou incorrectas sobre as páginas web do Portal e dos Serviços nem se declarará nem dará a entender que a Janela Digital autorizou o Link ou que supervisionou ou assumiu por qualquer forma os conteúdos ou serviços oferecidos ou postos à disposição da página web em que se estabelece o Link;

5) à excepção daqueles sinais que façam parte do mesmo Link, a página web em que se inclua o Link, não conterá nenhuma marca, nome comercial, rótulo de estabelecimento, denominação, logotipo, slogan ou outros sinais distintivos pertencentes à Janela Digital;

6) a página web em que se estabeleça o Link não conterá informações ou conteúdos ilícitos, contrários à moral e aos bons costumes geralmente aceites e à ordem pública, não contendo conteúdos contrários a direitos de terceiros.

O estabelecimento de Links não implica em caso algum a existência de relações entre a Janela Digital e o proprietário da página web na qual o link se estabeleça, nem a aceitação e aprovação pela Janela Digital dos seus conteúdos ou serviços.

4.5. Envie-nos as suas notícias

Os conteúdos informativos constantes na secção Notícias do Portal contemplam temas de interesse para o sector Imobiliário, e sectores transversais como a Construção, a Engenharia, e a Arquitectura. A informação está assim orientada para os profissionais do sector Imobiliário, mas também da Construção, Engenharia e Arquitectura.

Serão considerados para tratamento informativo todos os temas relacionados com o sector Imobiliário e considerados de utilidade para os seus profissionais.

Ao fornecer conteúdos para o espaço Notícias do Portal (texto, imagens, vídeos ou sons), o seu autor (es) está a assumir a responsabilidade por toda a informação que neles constar, o que não significa que possa disponibilizar, enviar, transmitir qualquer conteúdo que seja ilegal, ameaçador, maldoso, abusivo, assediante, tortuoso, difamatório, invasivo da privacidade de terceiros, odioso, racial, ética ou de qualquer outra forma objectável.

A informação enviada será sujeita a revisão, podendo a mesma ser alvo de correcção – em caso de gralhas, erros ortográficos –, e/ou edição [titulação, lead, número de caracteres para adequação ao espaço ou relevância do conteúdo].

A informação a divulgar seguirá os critérios actualidade, pertinência, relevância para o público-alvo.

4.5.1. Comentários a notícias ou artigos de Opinião

Os comentários a notícias ou artigos de Opinião constantes no espaço Notícias do Portal serão sempre sujeitos a apreciação prévia. Ficam excluídos da sua colocação online os comentários considerados ofensivos, difamatórios, inflamados, discriminatórios, e desadequados ao texto alvo de comentário.


5. RESPONSABILIDADE DA JANELA DIGITAL

O Portal Casa.Sapo foi elaborado de boa fé pela Janela Digital, com informação proveniente de fontes internas e externas, e é disponibilizado aos Visitantes no seu estado actual, podendo conter imprecisões ou erros.

A Janela Digital apenas se responsabiliza por danos que o Utilizador possa sofrer como consequência da utilização do Portal quando tais danos lhe possam ser imputáveis como resultado de uma sua actuação dolosa.

A Janela Digital não se responsabiliza pelos danos ou prejuízos de qualquer índole que possam resultar, com carácter meramente enunciativo e não limitativo, de:

(i) Interferências, omissões, interrupções, vírus informáticos, avarias telefónicas e/ou desconexões de funcionamento operacional do sistema electrónico, nos conteúdos e/ou Serviços do Portal ou em Serviços prestados por terceiros, motivadas por causas alheias à Janela Digital, e que possam determinar a falta de disponibilidade ou de continuidade no funcionamento do Portal ou dos Serviços, ou produzir alterações no sistema informático, em documentos electrónicos ou ficheiros dos Utilizadores;

(ii) Atrasos ou bloqueios no uso causados por deficiências ou sobrecargas de Internet ou em outros sistemas electrónicos, designadamente, falhas no acesso a páginas web do Portal ou dos Serviços que lhe estão associados;

(iii) Actuação de terceiros mediante intromissões ilegítimas fora do controlo do Portal e que não sejam atribuíveis à Janela Digital, incluindo intromissões provocadas pelo conhecimento que terceiros não autorizados possam vir a ter das condições, características e circunstâncias do uso que os Utilizadores fazem do Portal e dos respectivos Serviços;

(iv) Divergências de informação, documentação e/ou demais conteúdo do Portal e dos Serviços, que possam existir entre a versão electrónica e a versão impressa, e bem assim, defraudação da expectativa de utilidade que os Utilizadores pudessem ter atribuído ao Portal e aos Serviços;

(v) Falta de veracidade, completude, actualidade e precisão dos conteúdos, dados ou informações de qualquer natureza, incluindo os relativos a ofertas, produtos ou serviços, preços, características e quaisquer outros dados e informações relevantes, relativos a produtos e serviços oferecidos através do portal por terceiros fornecedores de produtos ou serviços, nem a respeito dos conteúdos, dados ou informações que sejam proporcionados a partir das páginas web dos referidos terceiros;

(vi) Transmissão, difusão, armazenamento, disponibilização, recepção, obtenção ou acesso aos conteúdos;

(vii) Possíveis erros ou deficiências de segurança que possam produzir-se pela utilização, por parte do utilizador, de um browser de uma versão desactualizada ou insegura, assim como pela activação dos dispositivos de conservação de passwords ou códigos de identificação do utilizador no browser, ou pelos danos, erros ou inexactidões que possam resultar do mau funcionamento do mesmo;

(viii) Funcionamento, disponibilidade e acessibilidade dos Sites para que remete através de links, continuidade de informação, conteúdos e serviços existentes nesses sites, qualidade, licitude, fiabilidade e utilidade da informação, conteúdos e serviços existentes nesses sites.


6. PROPRIEDADE INTELECTUAL E INDUSTRIAL

Todos os conteúdos deste Portal (incluindo, sem carácter limitativo, textos, gráficos, logotipos, ícones, bases de dados, imagens, arquivos de texto, audio, vídeo e software) são propriedade da Janela Digital, de sociedades do Grupo a que pertence a Janela Digital, dos clientes ou fornecedores ou dos fornecedores de conteúdos, e estão protegidos pelas normas nacionais e internacionais de propriedade industrial e intelectual.

A compilação (entendendo-se como tal a recompilação, ordenação e montagem) de todo o conteúdo do site é propriedade exclusiva da Janela Digital e encontra-se protegida pelas normas nacionais e internacionais de propriedade industrial e intelectual. Todo o software utilizado no Portal é propriedade da Janela Digital, de sociedades do Grupo a que pertence a Janela Digital ou dos seus fornecedores de software e encontra-se protegido pelas leis nacionais e internacionais de propriedade industrial e intelectual.

A reprodução, alteração, cópia, uso, distribuição, comercialização, comunicação pública ou qualquer outra utilização da informação contida no Portal (incluindo o seu próprio desenho, configuração e forma de apresentação do site) que se realize sem autorização da Janela Digital, constitui uma infracção da legislação vigente em matéria de propriedade intelectual.

Em nenhum caso se deverá entender que se concede licença ou se renuncia, transmite ou cede, total ou parcialmente, os supra referidos direitos, sem a prévia autorização expressa da Janela Digital ou dos respectivos titulares.

Por outro lado, em nenhum caso se deverá entender que se confere nenhum direito, e, em especial, nenhum direito de alteração, exploração, reprodução, distribuição ou comunicação pública sobre os ditos conteúdos sem a prévia autorização expressa da Janela Digital ou dos respectivos titulares.

 

7. DADOS PESSOAIS

Para utilizar alguns dos Serviços, é pedido aos Utilizadores que forneçam previamente à Janela Digital, ou, conforme o caso, a alguma das empresas do Grupo Portugal Telecom, certos dados de carácter pessoal ("Dados Pessoais"). Os Dados Pessoais serão tratados com as finalidades enunciadas nas Condições Particulares de Utilização de cada Serviço e nos termos descritos na respectiva Política de Privacidade.

 

8. UTILIZAÇÃO DE DADOS PESSOAIS POR TERCEIROS

O utilizador autoriza, desde já, a Janela Digital a fornecer os seus dados pessoais aos parceiros responsáveis pela divulgação de imóveis fora de Portugal. Neste caso, a Janela Digital não terá qualquer responsabilidade perante o utilizador pela forma como os seus parceiros venham a utilizar os dados pessoais dos utilizadores. A Janela Digital obriga-se a fornecer aos Utilizadores a identificação dos seus parceiros em outros países sempre que a mesma for solicitada pelo Utilizador.

 

9. COOKIES

A Janela Digital informa que enviará para o disco rígido do computador do utilizador ficheiros, "Cookies", o qual registará as actividades do Utilizador na página visitada, para recolha de informação sobre o número de Utilizadores e sobra as áreas mais procuradas, bem como os hábitos de consumo do Utilizador. Os Utilizadores poderão configurar o seu computador para que este rejeite a instalação no mesmo dos referidos "Cookies". A Janela Digital não utilizará qualquer tecnologia de recolha de informação para recuperação de informação existente no equipamento informático do Utilizador.

 

10. LIGAÇÕES A SITES DE TERCEIROS

O Portal Imobiliário - Casa.Sapo proporciona ligações a sites terceiros que podem ter interesse para os Utilizadores. O Casa.Sapo não tem, neste caso, qualquer controlo ou responsabilidade sobre a disponibilidade ou os conteúdos desses sites. É da responsabilidade dos Utilizadores tomar conhecimento da política de privacidade e dos termos e condições de utilização de sites terceiros.

 

11. COPYRIGHT DE MATERIAL E SOFTWARE

Toda a informação, conteúdos, software e materiais incluídos no Portal e/ou nos Serviços são protegidos pela legislação sobre direitos de autor e propriedade intelectual e industrial e outros direitos de propriedade. Os Utilizadores não podem copiar ou distribuir estes materiais sem o consentimento do proprietário desses direitos. Os Utilizadores podem utilizar estes materiais para uso pessoal, desde que não modifiquem os materiais e não eliminem a informação sobre os direitos de autor e outros direitos de propriedade aplicáveis, assumindo plena responsabilidade pela utilização e armazenamento das informações por si recebidas.

 

12. ATAQUES A SISTEMAS

Os Utilizadores não podem, ainda que de uma forma meramente tentada, atacar a rede ou os sistemas da Janela Digital ou de terceiros, por meios que incluam, entre outros, mail bombing, hacking, obtenção de acesso root, tsunami, flood bots, nuke, flash, packet sniffers e flood pings ou outros tipos de actividades que provoquem quaisquer danos à Janela Digital ou a terceiros.

 

13. DURAÇÃO E CESSAÇÃO

A prestação do serviço de Portal e dos demais Serviços terá, em princípio, uma duração indeterminada ou, aquela que se encontrar nas condições particulares de cada serviço. A Janela Digital poderá terminar ou suspender a prestação do serviço de Portal ou de quaisquer Serviços, a todo o momento, sem prejuízo do que tiver sido estabelecido nas condições particulares de cada Serviço. Quando tal seja possível, A Janela Digital comunicará a cessação ou suspensão da prestação do serviço de Portal e dos demais Serviços.

 

14. LEI APLICÁVEL E JURISDIÇÃO

As presentes condições gerais regem-se pela lei portuguesa.

Para a resolução de quaisquer conflitos emergentes das prestações de serviços objecto das presentes Condições Gerais será competente o foro da comarca de Caldas da Rainha, com expressa renúncia a qualquer outro.

 

------------------------------------------------------------------------------

 

 

Casa

casa.png

 

O Casa SAPO é o portal imobiliário líder em Portugal. É o maior portal imobiliário nacional, um mercado eletrónico de oferta e procura de imóveis, com mais de 400 mil imóveis em divulgação e mais de um milhão.

Estamos disponíveis através da página http://casa.sapo.pt ou através do Portal SAPO clicando no separador “Casas”.

 

Perguntas Frequentes

 


 

Contactos de Suporte

Formulário: http://casa.sapo.pt/General/Contacto.aspx

Telefone: 262 840 464

E-mail: comercial@janeladigital.com

Facebook: https://www.facebook.com/CasaSapo.pt

Twitter: https://twitter.com/casasapo

Outros contactos: http://ajuda.sapo.pt/contactos-8745

 

Condições de utilização Casa SAPO

Condições de utilização - Auto SAPO Premium

1. Objeto

1.1. Este documento estabelece as regras que regulam o acesso e a utilização do serviço «Auto SAPO Premium» (“Serviço”), prestado pela MEO.

1.2. Os presentes Termos de Utilização são complementados e integrados, em tudo o que não estiver aqui previsto, pela Política de Utilização do Portal SAPO, disponível em http://ajuda.sapo.pt/pt-pt/security/condicoes-de-utilizacao, e pela Política de Privacidade do Portal SAPO, disponível em http://ajuda.sapo.pt/pt-pt/security/politica-de-privacidade constituindo, no seu conjunto, uma unidade contratual independente para este serviço da MEO. 1.3. Os Termos de Utilização não afastam a aplicação de quaisquer regras legais imperativas ou outras regras imperativas impostas por entidades públicas, nem regras específicas definidas pela MEO para o acesso e/ou utilização do “Serviço”.


2. Definições

No âmbito do “Serviço”, sempre que iniciados por letra maiúscula, e salvo quando do contexto claramente decorrer sentido diferente, as seguintes condições e expressões terão o significado abaixo indicado: 
a) Centros Auto SAPO (Centros): instalações, devidamente equipadas para receber veículos motorizados, inspecioná-los e para avaliar as respetivas condições técnicas; 
b) Ficha de Veículo: Formulário disponível online em auto.sapo.pt/premium que o cliente vendedor deverá preencher para obter a informação sobre o preço indicativo de venda do veículo motorizado mediado; 
c) Detalhe do veículo: Página informativa de uma viatura mediada pelo Serviço e que é composta por: Especificações técnicas da viatura, Reportagem fotográfica, Equipamento da viatura, Relatório da Inspeção técnica, Identificação do Inspetor e Formulário de contato. 
d)Mediadora: refere-se à AUTO VENDA JÁ, S.A., com sede no MARL - Edifício Manheim, Lugar do Quintanilho, em Loures, com o capital social de € 50.000,00, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o número único de matrícula e identificação de pessoa coletiva 510738222, que se dedica, entre outras, à atividade de angariação de viaturas de particulares para promover a sua venda no website de classificados AUTO SAPO. 
e) MEO: significa a MEO – Serviços de Comunicações e Multimédia, S.A, com sede na Sede: Av. Fontes Pereira de Melo, 40 1069-300 Lisboa - Portugal, com o capital social de 230.000.000,00€, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa – 4.ª secção, sob o número único de matrícula e de identificação de pessoa coletiva 504615947; 
f) Avaliação Online: significa o processo através do qual qualquer pessoa com capacidade jurídica plena se pode tornar Cliente do “Serviço”. 
g) Sistema: significa a plataforma informática subjacente ao “Serviço”, gerida pela MEO, que permite a disponibilização e utilização das ferramentas, recursos e outras funcionalidades associadas a este serviço. 
h) Cliente: significa a pessoa, singular ou coletiva, com a necessária capacidade jurídica, que aceita as presentes Condições de Utilização e utiliza o “Serviço” enquanto potencial vendedor de um ou mais veículos motorizados ou enquanto potencial comprador.


3. Descrição do “Serviço” 

3.1. O “Serviço” é disponibilizado e gerido pela MEO, consistindo numa plataforma eletrónica que permite a interação entre os Clientes, vendedores e potenciais compradores de veículos motorizados, e a Mediadora, que irá prestar um serviço de mediação remunerado no processo de compra e venda de Viaturas.

3.2. O “Serviço” prestado pela Mediadora aos Clientes vendedores de um ou mais veículos motorizados incluí: 
a) Inspeção à Viatura incidente sobre os aspetos constantes do Relatório de Inspeção Premium 
b) Preparação do relatório extensivo da viatura; 
c) Exibição da fotografia profissional (360º) da Viatura no website Auto SAPO, caso o Cliente se desloque a um dos centros que disponha de Studio 360; 
d) Divulgação do detalhe da Viatura no website Auto SAPO durante um período de 30 dias pelo valor de venda previamente acordado; 
e) Identificação do Potencial Comprador; 
f) Prestação de informações e esclarecimentos de dúvidas do Potencial Comprador; 
g) Transporte da Viatura para o Centro Auto SAPO próximo do Potencial Comprador para promover a entrega da mesma; 
h) Acompanhamento do Potencial Comprador no ato da entrega da Viatura, após boa cobrança do preço e com transferência imediata da propriedade.

3.3. O “Serviço” prestado pela Mediadora aos Clientes Potencialmente compradores incluí: 
a) Prestação de informações e esclarecimentos de dúvidas sobre as viaturas divulgadas; 
b) Transporte da Viatura para o Centro Auto SAPO mais próximo para promover a entrega da mesma; 
c) Acompanhamento no ato da entrega da Viatura, após boa cobrança do preço e com transferência imediata da propriedade. 
d) Período de 7 dias, após a compra, para a experimentação da viatura adquirida pelo Comprador, durante o qual a Mediadora garante a compra da viatura ao Comprador pelo valor da transação inicial e sem qualquer custo, se se verificarem as seguintes condições após nova inspeção num Centro da Mediadora: I. Não tiverem decorrido mais de 7 dias da assinatura do Contrato de Compra e Venda II. A viatura não tenha circulado mais do que 700km III. Não ter sido acrescentada qualquer peça à viatura IV. Não ter sido retirada qualquer peça à viatura V. Não ter decorrido qualquer dano decorrente da utilização no período de experimentação


4. Condições para Utilização do “Serviço”

4.1. Para que possa ser submetido a apreciação da Mediadora, o veículo motorizado do cliente tem de cumprir as seguintes condições: 
a) Ter matrícula portuguesa; 
b) Ter livrete ou certificado de matrícula (documento único automóvel); 
c) Ser da propriedade única do Cliente que o submete no Sistema e encontrar-se devidamente registado junto da Conservatória do Registo Automóvel; 
d) Não estar sujeito a qualquer limitação da sua propriedade, incluindo hipoteca ou penhor; 
e) Não ter sido declarado como garantia de pagamento de qualquer dívida, com exceção de qualquer financiamento para a sua própria aquisição (que deve ser declarado na Ficha do Veículo); 
f) Ter todas as prestações (vencidas) do imposto único de circulação devidamente regularizadas; 
g) Estar na posse do Cliente; 
h) Nunca ter sido utilizado como veículo de aluguer, para ensino de condução ou como veículo de órgãos de polícia; 
i) Não ter sido declarado para abate;
j) A respetiva quilometragem não ter sido adulterada;
k) Encontrar-se em boas condições de funcionamento, não apresentando nomeadamente falhas mecânicas, incluindo dificuldades de locomoção, elétricas ou outras;
l) Não apresentar danos, incluindo danos internos e/ou mecânicos e danos na chapa/pintura; m) Ter um par de chaves;

4.2. Na eventualidade de o veículo não cumprir alguma das condições referidas no número anterior, o Cliente deve informar esse facto na Ficha do Veículo, em local específico para o efeito.

4.3. Na eventualidade de o veículo motorizado ter sido adquirido pelo Cliente através de financiamento de terceiro e o respetivo pagamento ainda não estiver finalizado, esta informação deve igualmente ser prestada na Ficha do Veículo, com a indicação do valor total do empréstimo e do valor em dívida.


5. Avaliações dos Veículos Motorizados

5.1. O Sistema disponibiliza uma funcionalidade que permite ao Cliente, mediante a submissão da Ficha do Veículo, devidamente preenchida, ter acesso a um preço de venda recomendado para o veículo motorizado a que se refere essa Ficha.

5.2. O preço indicativo do veículo motorizado indicado pelo Sistema, é apresentado sob os seguintes pressupostos:
a) O respetivo veículo motorizado preenche todas as condições indicadas no ponto 4.1. da Cláusula 4; 
b) O respetivo veículo motorizado encontra-se em condições normais de funcionamento e utilização para os anos e a quilometragem indicados pelo Cliente na Ficha do Veículo; 
c) Todas as informações fornecidas pelo Cliente na Ficha do Veículo são verdadeiras. 
d) O preço fornecido pelo Sistema nos termos dos números anteriores não é vinculativo, mas meramente indicativo.

5.3. O Cliente que, após acesso ao preço indicativo, pretenda que a Mediadora desenvolva os atos de mediação necessários à promoção da Viatura através do website Auto SAPO e que proceda ao serviço de mediação da venda da Viatura por esse preço, deverá inscrever-se através do Serviço para comparecer com esse veículo num Centro Auto SAPO.

5.4. Após inscrição, o Cliente deverá comparecer nesse Centro na data e hora indicada, com o veículo automóvel e com todo o material e documentação indicados na Cláusula 4, bem como com os documentos que comprovem a sua identidade, devendo exibir estes documentos quando lhe for solicitado.

5.5. No Centro, o veículo motorizado será sujeito a inspeção e avaliação para determinar o seu estado, aceitando desde já o Cliente que esse veículo fique no Centro durante o período de tempo necessário para esse efeito e seja sujeito aos testes necessários para esse fim.

5.6. Ao fazer a entrega de um veículo motorizado no Centro, o Cliente está a aceitar que todas as condições da Cláusula 4.1. estão cumpridas e que a entidade que gere os Centros, a MEO, a Mediadora ou qualquer funcionário destas entidades não poderá ser responsabilizado perante terceiros por manter o veículo nas suas instalações e por realizar as referidas inspeções e avaliação, obrigando-se o Cliente a exonerar estas entidades de qualquer responsabilidade e a indemnizá-las de qualquer despesa incorrida por esses factos, incluindo indemnizações pagas a terceiros, custas judiciais e despesas com advogados.

5.7. Concluída a inspeção e avaliação referidas no número anterior, a Mediadora poderá apresentar um preço de venda a particulares desse veículo que poderá diferir do preço indicativo apresentado através do Sistema.


6. Condições de Contratação do Serviço de Mediação dos Veículos Motorizados 

6.1. O contrato de mediação é celebrado em regime de exclusividade e tem a duração de 30 (trinta) dias contados da data da sua celebração.

6.2. A renovação do contrato por mais 30 dias depende da vontade expressa dos contraentes comunicada pelo Cliente por correio eletrónico ou qualquer outro meio escrito e confirmada pela Mediadora.

6.3. Durante os períodos de exclusividade previstos nos números anteriores, o Cliente não poderá promover a venda da Viatura por qualquer meio, nem direta ou indiretamente.

6.4. A venda da viatura durante o período de exclusividade pelo Cliente ou por qualquer outra pessoa estranha à Mediadora confere a esta o direito ao pagamento da remuneração convencionada no n.º 3 alínea a) da cláusula 8.

6.5. Com a assinatura do contrato de mediação de venda de viaturas com a Mediadora o Cliente vendedor fica obrigado a: 
a) Exibir à Mediadora toda documentação da Viatura; 
b) Autorizar a Mediadora a ficar com uma cópia da documentação da Viatura; 
c) Exibir a 2ª chave, livros de revisões e Manuais da Viatura; 
d) Identificar quaisquer danos não visíveis na Viatura ou sinistros em que a mesma tenha estado envolvida; 
e) Entregar a Viatura para realização da inspeção, de acordo com as condições indicadas na Cláusula 5, nas datas combinadas ou indicadas pela Mediadora.

6.6. O Cliente poderá circular com a Viatura até à sua venda, desde que assuma o encargo de proceder à reparação de quaisquer danos não verificados na inspeção referida na alínea a) do n.º 2 da cláusula 3 ou não enumerados no relatório indicado na alínea b) do mesmo número e cláusula.

6.7. Desde a data da assinatura do contrato até à venda da Viatura o Cliente poderá percorrer com a mesma o limite máximo de 2.000 km. Ultrapassada esta quilometragem, a Mediadora reserva o direito, que o Cliente aceita, de fazer um ajustamento ao preço de venda da Viatura ou resolver o presente contrato de mediação.

6.8. Logo que a Mediadora comunique a confirmação da compra da viatura pelo Potencial Comprador, o Cliente assume as seguintes obrigações: 
a) Assinar e entregar à Mediadora no prazo acordado todos os documentos necessários à realização do serviço de mediação da Viatura, incluindo a declaração Modelo Único Automóvel para transferência de propriedade; 
b) Entregar a Viatura no prazo de 48 horas ou noutro prazo que para o efeito venha a ser acordado, no Centro que então lhe for indicado pela Mediadora; 
c) Assinar o contrato compra e venda; 
d) Assinar o termo de responsabilidade; 
e) Quando aplicável, (i) solicitar à instituição financeira, por escrito, a informação e entrega da documentação à Mediadora; (ii) solicitar à instituição financeira, por escrito, a emissão e entrega à Mediadora de documento de extinção da reserva de propriedade da Viatura/rescisão antecipada do contrato de locação financeira /distrate de hipoteca; 
f) Assinar e entregar à Mediadora autorização para o comprador circular com a Viatura até ao averbamento da transferência da propriedade

6.9. O negócio da compra e venda entre o Cliente vendedor e o Potencial Comprador será concluído num Centro da Mediadora.

6.10. O Cliente confere à Mediadora mandato para, em seu nome e representação: 
a) Praticar todos os atos necessários à preparação da documentação automóvel necessária para a transferência da propriedade da Viatura; 
b) Praticar todos os atos necessários à transferência da propriedade da Viatura; 
c) Receber o preço da compra e venda da Viatura; 
d) Entregar autorização ao Comprador para circular com a Viatura até ao averbamento da transferência da propriedade;


7. Contrato de Compra e Venda de Viatura Automóvel 

Considerando que: O Vendedor é proprietário do veículo automóvel e Comprador pretende comprar o veículo ao Vendedor e o Vendedor pretende vendê-lo ao Comprador será celebrado o contrato de Compra e Venda de Viatura automóvel, nos termos seguintes:

7.1. O Vendedor vende a viatura ao Comprador que a compra, pelo preço previamente acordado.

7.2. O Comprador paga ao Vendedor, a totalidade do preço, num só momento, no ato de assinatura do contrato, através da entrega do valor em causa à Mediadora a quem o Vendedor conferiu poderes necessários para o efeito. O Vendedor dá, aqui, a respetiva quitação do pagamento do preço pelo Comprador.

7.3. O Vendedor entrega o veículo objeto do contrato ao Comprador, no ato de assinatura do contrato, contra o pagamento do preço estabelecido, entrega essa que será igualmente feita por via da Mediadora a quem o Vendedor conferiu poderes necessários para o efeito. O Comprador dá, aqui, a respetiva quitação da receção da viatura.

7.4. O requerimento da alteração do proprietário, no Documento Único Automóvel do veículo vendido e comprado, será apresentado pela Mediadora, em representação do Vendedor.

7.5. O Vendedor deverá, no entanto, disponibilizar todos os documentos necessários para o efeito destas alterações, que sejam pedidos pela Comprador.

7.6. A Comprador é responsável por qualquer custo ou encargo que a não alteração do proprietário, no Documento Único Automóvel, cause ao Vendedor, salvo se a não alteração for provocada pelo incumprimento do número anterior.


8. Pagamento do Preço e de Comissões

8.1. Ao preço da compra e venda da Viatura entregar pela Mediadora ao Cliente será deduzido dos custos e encargos e da remuneração convencionada no ponto 3 desta cláusula, sendo o saldo correspondente entregue pela Mediadora ao Cliente no prazo de 48 horas após boa cobrança do meio de pagamento utilizado pelo Comprador, por transferência bancária para a conta com o IBAN indicado.

8.2. A remuneração convencionada só será devida no caso de mediação efetiva da venda da Viatura.

8.3. A Mediadora efetuará o pagamento do preço do veículo motorizado acordado com o Cliente subtraindo, a este valor, os seguintes montantes tendo em conta o tipo de serviço prestado: 
a) Remuneração da mediação da venda – 6%+IVA 
b) Gestão dos Processos de Financiamento – 150,00€ 
c) Averbamento Simples – 55,30€; 
d) Averbamento com Reserva de Propriedade – 82,90€; 
e) Averbamento com Hipoteca/ Locação – 110,60€;
Nos casos em que se verifique Averbamento com Multa, estes serão faturados pelo custo da transferência total. Os valores apresentados incluem IVA à taxa legal em vigor.

8.4. Na eventualidade de o veículo motorizado ter sido adquirido pelo Cliente através de financiamento de terceiro e o respetivo pagamento não esteja finalizado, a totalidade ou uma parte do preço do veículo motorizado podem continuar a ser pagas ao terceiro financiador, desde que tal operação tenha sido previamente acordada entre as Partes (Cliente, Potencial Comprador e o terceiro financiador).

8.5. No caso previsto no número anterior, caso o valor em dívida seja superior ao preço acordado para venda do veículo ao Potencial Comprador, o Cliente deverá pagar ao Potencial Comprador o valor remanescente para que, juntamente com o pagamento do preço ao terceiro financiador, a dívida seja extinta.

8.6. Caso o cliente não cumpra as Condições de Contratação do Serviço de Mediação dos Veículos Motorizados a mediadora deverá ser ressarcida do valor da Remuneração da mediação da venda expressa no n.º 3 alínea a) da cláusula 8.


9. Responsabilidade do Cliente

9.1. O Cliente responsabiliza-se a fornecer informações completas e verdadeiras, nomeadamente quanto às informações constantes da Cláusula 4, e a não omitir qualquer informação que seja relevante para a venda do veículo motorizado e que qualquer compradora prudente considere relevante para a tomada de decisão da compra do Potencial comprador.

9.2. O Cliente responsabiliza-se por ressarcir a MEO, a gestora dos Centros e a Mediadora de todos os danos que lhe sejam causados por violação das regras constantes da Lei e dos presentes Termos de Utilização. 


10. Responsabilidade da MEO 

10.1. Sem prejuízo do disposto em outras disposições dos Termos de Utilização, a MEO é exclusivamente responsável por administrar e gerir a plataforma informática subjacente ao “Serviço”.

10.2. O Cliente reconhece e aceita que a MEO não tem qualquer responsabilidade sobre/com: 
a) Quaisquer atos ou omissões que ocorram nos Centros, nomeadamente com a inspeção e avaliação dos veículos motorizados que o Cliente lhes pretenda submeter ou com a guarda dos veículos nesses Centros, não se responsabilizando nomeadamente por quaisquer danos que possam ocorrer durante a permanência dos veículos nos Centros; 
b) A existência ou exatidão das informações que lhe forem prestadas por terceiras entidades; 
c) A formação, celebração e/ou execução de quaisquer contratos que tenham como objeto os veículos motorizados avaliados através do “Serviço”, onde se inclui todo o processo de transferência de propriedade e de domínio sobre os veículos e o risco de perecimento ou de deterioração de tais bens; 
d) Qualquer oferta de compra de que o Cliente seja destinatário, nomeadamente por parte da Medidora, esclarecendo-se que a MEO não procede à compra de quaisquer veículos neste âmbito; (v) o pagamento de qualquer valor, incluindo o preço de venda de veículos motorizados, por parte de entidades terceiras, como seja a Mediadora; 
e) O cumprimento de quaisquer obrigações ou de qualquer disposição legal por parte da Mediadora, da gestora dos Centros, de qualquer entidade subcontratada por estas entidades ou de qualquer funcionário das mesmas.

10.2. A MEO desde já declara que o acesso e a utilização do “Serviço” estão sujeitos ao estado atual da tecnologia, razão pela qual MEO não garante o acesso e a utilização sem interrupções ou falhas, designadamente nos casos de interrupções no fornecimento de energia elétrica, de sobrecargas da rede ou de manutenção dos servidores ou da plataforma informática que suporta o “Serviço”.

10.3. O Cliente expressamente reconhece e aceita que a indisponibilidade do acesso e da utilização do “Serviço” não será imputável à MEO durante o período da interrupção, falha ou suspensão, não podendo esta ser responsabilizada por qualquer um de tais factos. 


11. Direitos de Gestão da MEO 

11.1. No caso de utilização abusiva do “Serviço”, incumprimento das presentes Condições de Utilização ou da legislação aplicável, a PTC reserva o direito de: 
a) Vedar o acesso do Cliente ao “Serviço”; 
b) Suspender temporariamente a conta do Cliente no “Serviço” ou 
c) Cancelar definitivamente a sua conta.

11.2. As ações tomadas pela MEO no âmbito das violações ou incumprimentos referidos nas cláusulas anteriores serão comunicadas ao Cliente para os contactos identificados na sua conta.

11.3. O cancelamento da conta do Cliente implica a cessação do contrato regido por estas Condições de Utilização, ficando o Utilizador impedido de aceder, a partir de tal data, ao “Serviço”, mas tal facto não afetará quaisquer créditos que a MEO tenha sobre o Utilizador, nem as obrigações originadas em factos anteriores à data do cancelamento. 


12. Vigência e Cancelamento 

12.1. Estes Termos de Utilização entram em vigor na data em que forem aceites pelo Cliente.

12.2. Independentemente da sua data de entrada em vigor, estas Condições de Utilização renovar-se-ão automaticamente, no início de cada ano civil, pelo prazo de 1 (um) ano civil. 

12.3. O disposto na cláusula anterior não impede a MEO ou o Utilizador de, a qualquer momento, denunciar estas Condições de Utilização, desde que o façam, através de comunicação escrita, com a antecedência mínima de 15 (quinze) dias em relação à data pretendida para o cancelamento. 


13. Alteração às Condições de Utilização 

13.1. A MEO tem o direito exclusivo de, a qualquer momento, sem necessidade de aviso prévio e com efeitos imediatos, estabelecer regras específicas no que se refere à utilização do Serviço, assim como alterar, acrescentar ou revogar, parcial ou totalmente, as presentes Condições de Utilização.

13.2. O Cliente obriga-se a consultar de forma periódica as Condições de Utilização do “Serviço” devendo cessar imediatamente a utilização do Serviço caso não concorde com as novas regras. 


14. Propriedade Intelectual 

A titularidade dos direitos de propriedade intelectual sobre a plataforma informática subjacente ao “Serviço”, o layout do serviço, o software, a documentação e instruções, incluindo as marcas, logótipos e todos os demais sinais distintivos, pertencem exclusivamente à MEO. 


15. Privacidade e Proteção de Dados Pessoais 

15.1. Os dados identificados no processo de registo como sendo de fornecimento obrigatório são indispensáveis à disponibilização do “Serviço” pela MEO.  A omissão ou inexatidão dos dados fornecidos pelo Utilizador são da sua única e inteira responsabilidade e podem dar lugar à recusa de acesso e utilização do “Serviço”.

15.2. Os dados pessoais disponibilizados serão processados e armazenados informaticamente e destinam-se a ser utilizados pela MEO no âmbito da relação contratual e/ou comercial com o Cliente, para a comercialização e divulgação de produtos e serviços da MEO bem como, de qualquer outra empresa do Grupo PT Portugal ou seus parceiros.

15.3. O registo no “Serviço” implica o consentimento do Cliente ao tratamento dos seus dados para os fins indicados no número anterior, incluindo o envio de comunicações cuja receção seja independente de intervenção do destinatário. Nos termos da legislação aplicável a MEO assegura ao Utilizador o exercício do direito de oposição por ocasião de cada mensagem enviada ou mediante pedido endereçado a Av. Fontes Pereira de Melo, 40   1069-300 Lisboa    Portugal. É igualmente garantido ao Utilizador o direito de acesso, retificação e atualização dos dados pessoais disponibilizados.

15.4. Com o registo no “Serviço” o Cliente autoriza a transmissão dos dados pessoais a empresas do Grupo PT Portugal e/ou seus parceiros sempre que tal se revele necessário para a execução do serviço.

15.5. No âmbito do acesso e utilização do “Serviço” e na recolha dos dados pessoais, o Utilizador reconhece e aceita que sendo utilizada a Internet,  ainda que a MEO garanta o nível de segurança usual em redes abertas, existe o risco dos seus dados pessoais serem vistos e utilizados por terceiros não autorizados, não podendo ser imputada à MEO qualquer responsabilidade resultante, nomeadamente, de acesso indevido, eliminação, destruição, modificação e extravio.

15.6. Com o registo e acesso ao “Serviço” o Cliente consente em que os seus dados pessoais sejam transmitidos aos gestores dos Centros e à Mediadora, para efeitos de prestação dos serviços previstos nestes Termos de Utilização.


16. Disposições Finais 

16.1. As presentes Condições de Utilização regem-se pelas disposições aplicáveis da lei portuguesa.

16.2. Dada a aplicação integral e automática das Condições de Utilização, caso os Clientes não concordem, em qualquer momento, com qualquer uma das suas regras, deverão cessar a utilização do “Serviço”.

16.3. A MEO disponibiliza os Termos de Utilização,  em formato eletrónico, pelo que deverá armazenar eletronicamente e/ou imprimir para posterior consulta.

 

---------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Quero marcar uma visita a uma oficina, tem algum custo?

Não.

Para fazer uma marcação selecione a oficina que pretende utilizar, indique o dia e a hora da visita, os serviços desejados, os dados de contacto e a matrícula da viatura a intervencionar.

Caso a marcação não seja confirmada nas 4 horas úteis seguintes o Oficinas SAPO irá informá-lo e sugerir outras Oficinas que se enquadrem nas suas preferências.

 

 

 

Como posso pesquisar uma oficina?

Pode pesquisar de acordo com critérios geográficos, serviço específico que procura ou através do tipo de oficina.

Pode também utilizar vários critérios em simultâneo:

Ex: Oficinas em Odivelas para serviço de revisão e lavagem.

Também é possível pesquisar pelo nome de uma oficina.

 

 

 

Auto Oficinas

auto oficinas.png

 

O serviço Auto SAPO Oficinas é um portal agregador de prestadores de serviços de reparações, manutenções ou assistências técnicas a viaturas. Tem como objetivo ser um principal ponto de encontro entre quem procura um serviço de oficina e os profissionais do sector, sejam oficinas multimarca ou oficinas autorizadas da marca.

No Auto SAPO Oficinas é possível realizar marcações de visitas a uma oficina, pedir orçamentos ou pedidos de informação e realizar chamadas diretamente para a Oficina.

 

 

Perguntas Frequentes:

Que informações sobre a oficina vou encontrar?
Posso saber o preço de um serviço antes de marcar uma visita a uma oficina?
Tenho uma oficina, como anunciar?
Como posso pesquisar uma oficina?
Quero marcar uma visita a uma oficina, tem algum custo?

 

  

Contactos de Suporte: 

Telefone: 707 205 205

email: autosapo@mail.sapo.pt

Facebook: https://www.facebook.com/autosapo

Twitter: http://twitter.com/autosapo

Outros contactos: http://ajuda.sapo.pt/contactos-8745

 

 

Outros serviços associados:

Auto SAPO

Auto SAPO - Venda Já

Auto SAPO - Premium